menu

Observatório da Prostituição

O Observatório da Prostituição é um projeto de extensão do Laboratório de Etnografia Metropolitana-LeMetro/IFCS-UFRJ, que tem como objetivo fazer circular sentidos variados da prostituição e promover o pleno reconhecimento dos direitos das prostitutas à cidade e ao trabalho sexual. Para tanto,  acompanha e contribui para a elaboração de políticas públicas concernentes ao universo do trabalho sexual e dos direitos sexuais, buscando incorporar estudantes de graduação e pós-graduação para:

1) construção do mapa nacional das violações dos DH de prostitutas;

2) acompanhamento das políticas públicas e legislação voltadas à prostituição e ao reconhecimento do trabalho sexual em contextos nacional e internacional;

3) acompanhamento das intervenções urbanas em áreas de prostituição no Brasil e, em especial, na região metropolitana do Rio de Janeiro, sobretudo durante os megaeventos esportivos;

4) organização e tratamento do acervo da ong Davida, com a memória do movimento brasileiro de prostitutas, em consórcio com o Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro – APERJ, para subsidiar novas pesquisas, novos cursos e, sobretudo, legislação e políticas públicas que contemplem mais plenamente as reivindicações da categoria;

5) realização de atividades articuladas com as associações da Rede Brasileira de Prostitutas em áreas de prostituição de todo o país;

6) elaboração e montagem do Museu da Prostituição.

O Observatório da Prostituição constitui um eixo do Observatório de Sexualidade e Política, da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids-ABIA em parceria comDavida, e integra a Universidade da Cidadania/UFRJ, visando, portanto, promover debates, oficinas, exposições, cursos e pesquisas sobre o direito ao trabalho sexual, saúde e sobre as respectivas políticas de reconhecimento destas e de outras demandas da Rede Brasileira de Prostitutas.

 

http://observatoriodaprostituicao.wordpress.com/


 

 

 

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Associação Brasileira de Antropologia

©2006. Todos os direitos reservados. Site melhor visualizado em 1024x768.

Fale com o webmaster